Txon-poesia é uma associação cultural sem fins lucrativos nascida de uma leitura de poemas numa jam session em Mindelo, Cabo Verde, em 2017. A palavra é de todos. É para todos. Trabalhamos para fortalecer comunidades que se compreendem, sobretudo, em português e crioulo, através de processos colaborativos, de investigação-ação e de experimentação e expressão da palavra, utilizando estratégias não-formais, numa perspetiva transdisciplinar, intercultural, intergeracional e participada.

Procuramos, junto de um número crescente de poetas, rappers, escritores, livreiros, editores, criativos e agentes culturais ligados ao livro e à palavra, promover a participação ativa nas atividades realizadas, tendo em vista o fortalecimento dos laços de pertença aos territórios, potenciar os índices de leitura, da escuta e da escrita de poesia e facilitar formação sobre poesia, em ligação a outras áreas artísticas e científicas, com o objetivo de que se multiplique.

Realizámos 80 atividades, entre spoken word, conversas, apresentações e lançamentos de livros e revistas, leituras, troca de livros, concertos, projeção de filmes e oficinas, envolvendo 130 poetas e artistas. Organizamos duas edições do Festival Internacional de Poesia e Poética e editamos a Revista txon, enquanto extensão online do diálogo que promovemos entre poetas angolanos, brasileiros, cabo-verdianos, galegos, guineenses, moçambicanos, portugueses e santomenses.

No âmbito do trabalho desenvolvido no coletivo de teatro, estreámos um espetáculo e diversas performances. Pesquisamos os processos pelos quais a experiência poética se pode manifestar em cena, a poesia que transcende a literatura nos sons, nas imagens e no movimento. A partir do Núcleo de Teatro-fórum, técnica teatral que consideramos ser uma poética de libertação, ao nível da expressão, da participação e da transformação pessoal, social e comunitária, temos dinamizado várias sessões de apresentação pública de teatro-fórum com grupos e temas diferentes.