This Machine Kills Forests aka Título Evidente | Alan Alan | pintura

ADÍLIA | André Capilé | poesia

Dois poemas | Andreia Tavares de Sousa | poesia

ainda sou muito nova para escrever este poema | Calí Boreaz | poesia e leitura

A Mãe e o Cadáver Errante | Caplan Neves | conto

A garrafa do naufrágio | Carlos Da Aira, traduzido por José Pinto e Márcia Brito | poesia

Dois cantos e quatro canções | Dembele Mamadou | música e canto tradicional

Uma fotografia e um poema | Dilma Monteiro | poesia e fotografia

s/título | Diogo Bento | fotografia

Dois poemas | Érico Medina | poesia

Notas já em ronda pública | Filinto Elísio | prosa poética

Dois poemas | Genaro da Silva, traduzido por José Pinto | poesia

Metamorphosis | Gilda Barros | pintura mural

Dois poemas | Guilherme Gontijo Flores | poesia

Ode 1.11 | Horácio, traduzido por Guilherme Gontijo Flores e cantado por Pecora Loca | performance poética

Chão/Txon | Inês Ramos | poesia

Quatro poemas | Irlando Ferreira | poesia

“QUARTO DE DESPEJO”, A INFLUÊNCIA DE LÍNGUAS BANTU E O PRECONCEITO LINGUÍSTICO NO BRASIL | Jaqueline Coêlho e Tiganá Santana | ensaio

Duas fotografias | João Paradela | fotografia

Terra de ninguém | José Pinto | poesia

AS CIDADES IMAGINADAS | Luís Carmelo | prosa poética e desenho

Dois poemas | Márcia Brito | poesia

[Os descalços] | Mardson Soares | poesia

Dois poemas e um conto | Mário Loff | poesia e conto

Lesbos | Nuno Moura | poesia

Dois poemas e um ensaio | Patrícia Lino | poesia e ensaio

#artededomingo | Revan Almeida | provérbio e ilustração

Esta é a vista do planeta Ary | Rita Rainho | ilustração

Dois improvisos | Rui César | spoken word

Esta casa malsã | Sergio Maciel | texto para teatro

E o resto céu | Silvia Penas | poesia

MORABEZA | Sther F. Carrodeguas | poesia e postal

Sentenças bantu-kongo | Tiganá Santana | provérbio e leitura

Dois poemas | Valódia Monteiro | poesia

Será a literatura um direito humano? | Vera Duarte | ensaio

Ficha técnica

Gostou da leitura?

Então djunta mon má nôj, que significa “junte-se a nós” em crioulo, e apoie a produção da revista com a quantia que quiser. Ficamos gratos.